Aumente seu conhecimento no mundo equestre

Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Sintomas e cuidados com a cólica equina

A cólica não é uma doença. Ela é uma combinação de sinais para indicar que o cavalo sofre dores abdominais. Pode variar de leve a aguda e nunca deve ser ignorada. Os casos de cólica devem ser considerados emergência, independente do grau de dor. A atenção deve ser contínua até a resolução do problema.

Para o produtor o maior problema está na identificação dos sintomas da cólica, que podem variar de acordo com a severidade da dor. Mas é muito importante para a saúde do animal que o criador saiba identificar esses sinais para que um profissional seja solicitado o mais rápido possível. Os principais sintomas são:

Virar a cabeça na direção do flanco, bater das patas, animal se posiciona para urinar, mas não o faz, animal se levanta e deita repetidamente, animal rola violentamente,  animal senta como se fosse cachorro ou deita sobre as costas, falta de apetite (anorexia), baixar da cabeça para beber água sem fazê-lo, ausência de movimento visceral tendo como evidência o baixo número de montes de estrume, ausência ou redução de sons digestivos, respiração ofegante e/ou narinas queimadas, batimento cardíaco elevado (Acima de 52 batimentos por minuto), suor excessivo, depressão, enrolar dos lábios (reação Flehmen) e extremidades frias.

Identificado algum desses sinais, o criador deve chamar o médico veterinário para avaliar o animal.

O tempo é, quem sabe, o fator mais crítico para que a cólica seja tratada com sucesso. Enquanto um grande número de casos se resolvem sem intervenção médica, uma porcentagem significativa requer cuidado médico com prontidão, inclusive emergência cirúrgica. Se houver suspeita de que seu cavalo sofra de cólica o seguinte plano de ação é sugerido.

1. Remova toda a água e comida de perto do animal.

2. Avise seu veterinário imediatamente.

3. Esteja preparado para providenciar algumas informações específicas sobre o animal (batimento cardíaco, respiração...)

4. Se o cavalo estiver rolando ou com comportamento violento, tente fazê-lo andar devagar.

5. Não dê drogas a não ser que for assim instruído pelo seu veterinário. Drogas podem camuflar problemas ou interferir na precisão do diagnóstico.

6. Siga à risca os conselhos de seu veterinário e aguarde a sua chegada.

A principal manifestação da cólica é a dor. E para controle da dor usa-se medicamentos que devem ser prescritos por um médico Veterinário.

As causas da cólica podem ser diversas, desde condições no tratamento até distúrbios intestinais.

A definição do método de tratamento, clínico ou cirúrgico, caracteriza um ponto crítico no exame de um cavalo com cólica. A dificuldade está no fato de muitas vezes não se saber com exatidão a etiologia da cólica ou a extensão e gravidade das lesões decorrentes do processo patológico.

Muitos profissionais vivenciam situações difíceis neste momento. Para auxiliar pode-se recomendar que estejam atentos aos parâmetros no exame físico do animal. Quadros com alterações graves nos parâmetros fisiológicos, que se prolongam, com dor intensa que não cede ao se utilizar analgésicos, devem ser encaminhados aos hospitais veterinários. A presença de refluxo é sinal agravante e o animal deve ser encaminhado ao hospital, assim como alterações de deslocamento, torções ou distensões intestinais exageradas encontradas na palpação transretal.

O fato do custo do tratamento aumentar quando o cavalo é levado ao hospital, ainda mais se for realizado um procedimento cirúrgico, deve ser analisado pelo proprietário e o Médico Veterinário não deve ser responsabilizado por isto.  O caso será encaminhado ao local com mais estrutura pela gravidade e não por competência profissional.

 

Fonte: Revista Veterinária

 

Conheça o Curso de Cólica Equina

  Veja outras publicações da Escola do Cavalo:

Criadores de cavalos reivindicam reconhecimento da atividade como parte da pecuária A doma e sua importância Saiba porque é importante manter uma boa nutrição para éguas reprodutoras  

Quer ficar informado? Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu endereço de e-mail:

Clínica e Saúde

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.