Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Cavalo puro sangue lusitano é aposta de criadores brasileiros para esportes esquestres

Quando se fala em esporte equestre no Brasil, uma das principais raças mencionadas é o puro sangue lusitano. Devido suas características, que facilitam o adestramento e aprendizado, criadores vem apostando na raça para uso em competições esportivas. Segundo o presidente do Conselho Técnico da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Puro Sangue Lusitano (ABPLS), Neimar Roncati, a raça tem características que dão ao cavalo facilidade nos movimentos requeridos nos esportes equestres.

- Ele tem duas qualidades importantes, a docilidade e a facilidade de aprendizado, o que facilita para o cavaleiro formar um bom conjunto pra realizar as provas de adestramento - explica Roncati.

Segundo o presidente do Conselho Técnico da ABPSL, para um cavalo participar de uma competição de alto padrão ele deve começar a ser treinado aos três, quatro anos de idade, quando ele é domado. Depois o animal passa por treinamento, condicionamento e acompanhamento veterinário. De acordo com Roncati, é necessário mais três ou quatro anos para o cavalo chegar a um bom desempenho e o animal atinge o auge por volta dos dez, 12 anos de idade.

- Tem sido um animal que tem conquistado muitos cavaleiros e equitadores, não só pra competições de alto desempenho, mas para passeios de final de semana, para montaria, porque é um animal muito dócil, muito companheiro, isso facilita inclusive crianças a montarem - afirma.

Em ano de Olimpíadas, o Brasil ainda está atento a qualificação individual para os jogos na categoria, já que por equipe a vaga olímpica não foi conquistada. Até o final de fevereiro a única vaga individual destinada aos países da América Latina deve ser decidida e dois brasileiros ainda têm chances de garantir espaço na competição.

Além das participações em esportes equestres, o Brasil é um dos principais países criadores da raça. Segundo Roncati, criadores brasileiros têm exportado muitos cavalos para países como Estados Unidos, México e Portugal, este último considerado o berço da raça, e animais brasileiros tem conquistado títulos importantes no Exterior.

- Um dos cavalos que foi campeão de uma exposição importante em Portugal no ano passado foi de criação nacional - aponta Roncati.

Fonte: Canal Rural Adaptação: Escola do Cavalo  

Assista ao vídeo:

     

Conheça o Curso de Diagnóstico de Claudicação em Equinos

Veja outras publicações da Escola do Cavalo: Brasil se destaca na exportação de equinos e quer aumentar sua participação no setor Cavalos atletas X Dieta balanceada Instalações para Equinos  

Quer ficar informado? Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu endereço de e-mail:

Percheron

Raças

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.