Aumente seu conhecimento no mundo equestre

Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Desmame de poldros - como e quando fazer?

Normalmente, éguas tendem à parar a amamentação de seu filhote apenas quando ficam gestantes novamente, o que leva em torno de dezesseis meses, fazendo com que o poldro propriamente dito tenha mais tempo para explorar seu território e, automaticamente ficar mais protegido e forte devido à alimentação pelo leite materno e pelo simples fato de não ter que despender tempo em busca de alimento.

Já poldros nascidos em coudelarias são desmamados mais cedo, geralmente entre três e oito meses e mantidos em grupos com outros animais da mesma idade ou isolados, porém existem métodos para amenizar essa abrupta separação da mãe, para que os mesmos não desenvolvam muita ansiedade emocional e fiquem mais fáceis de lidar.

Técnicas são propostas com bastante frequência para tentar amenizar essa transformação na vida do poldro, pois é uma mudança que o afeta emocionalmente, o que geralmente é espelhado no corpo, desenvolvendo doenças, perda de peso e diminuição da velocidade de crescimento. Por este motivo alguns criadores tentam compensar esse fato com dietas muito concentradas que acabam piorando seu desenvolvimento resultando em desordens ortopédicas.

A idade, alimentação e agrupamento social são fatores cruciais para o desmame, visto que animais mais fortes tendem a dominar o ambiente sobre os mais fracos e mais novos os deixando muitas vezes sem comida e sem lugar para repouso.

Cada proprietário opta por uma idade e tipo de manuseio do poldro para o desmame, a idade mais utilizada para esse processo é por volta dos quatro a seis meses. Já outros, porém em menor quantidade separam a mãe do filhote aos oito meses, entre outros períodos. Porém, os que optam pelo desmame natural verificam um desenvolvimento mais eficiente, tendo que o animal não se estressa e apresenta menos problemas de saúde, devido à dieta balanceada e ideal que se faz o leite materno, além de ficarem mais tranquilos e aprenderem mais rápido o adestramento.

Fonte: Equisport

Adaptação: Escola do Cavalo  

Conheça o Curso de Manejo Reprodutivo em Equinos

  Veja outras publicações da Escola do Cavalo: Gestação gemelar pode causar aborto em éguas Cavalos- Castrar ou não castrar? Reprodução assistida em éguas: Veja algumas dicas  

Reprodução

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.