Casos de gripe equina apontam possibilidade de surto em São Paulo

Print Friendly Version of this pageImprimir Get a PDF version of this webpagePDF

A Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo investiga a morte de dois cavalos que apresentaram sintomas da gripe equina. No mês de março, a doença atingiu dezenas de animais do Jockey Club paulista e o surto no local foi confirmado recentemente pelas autoridades. Os diretores do clube, entretanto, negam a existência de situação de crise, mas admitem que o trânsito de animais é restrito. As ocorrências de gripe equina começaram em Porto Alegre e preocupam criadores de diversas regiões do país, principalmente onde há eventos importantes do turfe nacional.

No mês passado, o tratador do hipódromo de São Paulo Estanislau Petrochinski afirmou que havia animais com febre, tosse e secreções em todas as cocheiras. E acusou a diretoria de negligência, por permitir a entrada de cavalos provenientes de Curitiba, onde também foram identificados casos.

Diante de um possível surto, a Defesa Agropecuária analisou 1.151 animais no Jockey e colheu mais de 20 amostras entre março e abril. Segundo o coordenador do órgão, o resultado foi positivo para 12 amostras. De acordo com o presidente do clube, Eduardo da Rocha Azevedo, a situação está sob controle e apenas um animal morreu no último mês. Segundo ele, porém, a morte não tem relação com gripe equina.

As associações de criadores e organizadores de eventos eqüestres, por sua vez, estão atentos. No Congresso Brasileiro da Raça Quarto de Milha, realizado no município de Avaré (SP), cerca de 20 animais foram isolados por apresentar sintomas semelhantes aos da doença. Azevedo garante que o Grande Prêmio São Paulo, marcado para 20 de maio, está confirmado.

 

Fonte: Canal Rural

Adaptação: Escola do Cavalo

 

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Equinos

 

Veja outras publicações da Escola do Cavalo:

Guia de Trânsito Animal-GTA para um transporte seguro

Emergências com equinos? Veja os materiais que todo criador precisa ter

Nova substância é criada para substituir o colostro para potros

 

 


Veja Também

Comentários

Deixe seu comentário

Receba nossas novidades!

Digite seu e-mail:

Curta nossa página


Tire suas dúvidas Preencha os campos abaixo