Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Capacidade Reprodutiva do Garanhão Equino

O exame andrológico avalia a capacidade reprodutiva do Garanhão Equino, muitas vezes escolhido para a reprodução apenas pela seleção de critérios como performance, pedigree e conformação, excluindo itens também fundamentais como habilidade de monta, libido, coleta de sêmen e sua qualidade.

Garantir a qualidade dos espermatozoides do sêmen é fundamental, pois o simples fato do garanhão possuir filho, não garante sua eficiência reprodutiva futura, podendo trazer prejuízos em compras onde não é observado este aspecto. Aconselha-se realizar o exame andrológico em todos os machos, independente de idade.

O garanhão possui aspectos da endocrinologia reprodutiva que são específicos, sendo a estação de monta não bem definida, permitindo a coleta de sêmen durante vários momentos do ano.

O exame deve conter informações detalhadas acerca da libido e da cópula, potências coeundi e generandi. O lado deve possuir a quantidade e a qualidade dos espermatozoides, que incluem aspecto do ejaculado, motilidade, morfologia/patologia e concentração espermática e o número total de espermatozoides. O volume da ejaculação varia entre animais, de diferentes ou mesma espécie, mas já foi comprovado por pesquisas que esta característica não afeta na motilidade e vigor do garanhão.

O exame inclui inicialmente um levantamento do histórico reprodutivo (índices reprodutivos passados e uso de medicamentos) e por fim, exame específico do aparelho reprodutor: pênis, testículos e glândulas anexas. Com a coleta e análise destes dados, criar-se um programa de cobertura de forma mais segura e eficiente.

Além de fornecer dados para uma cobertura natural mais eficaz, o exame andrológico é importante também para verificar a viabilidade do processamento do sêmen para inseminação artificial e seu resfriamento para preservação e transporte.

O exame deve ser realizado anualmente, próximo ou no início da temporada reprodutiva, pois alterações podem ocorrer em períodos curtos, mesmo no intervalo entre estações de montas, podendo trazer prejuízo nos índices de reprodução.

Fonte: Saúde Animal

Adaptação:Escola do Cavalo

     

Conheça o Cursos de Inseminação Artificial em Éguas e Coleta, Avaliação e Criopreservação de Sêmen em Garanhão

   

Reprodução

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.