Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

As consequências do Criptorquidismo no equino

O criptorquidismo consiste na descida incompleta de um ou ambos os testículos para o escroto, sua localização normal, podendo ser uni ou bilateral, e é uma ocorrência comum nos equinos (2 a 8% dos machos são afetados). A origem do problema é atribuída às anomalias testiculares e ao desenvolvimento de aderências entre os testículos e estruturas adjacentes, e outras.

Cerca de 10% dos casos são de criptorquidismo bilateral e as situações unilaterais ocorrem frequentemente do lado esquerdo. Os cavalos com criptorquidismo bilateral são estéreis mas, mantendo-se a produção de testosterona pelas células de Leydig, o comportamento sexual masculino não é alterado, apresentando-se, por vezes, estes animais mais agressivos que os não-criptorquídeos.

Criptorquidismo equino como uma doença, do aparelho reprodutivo, pode ter consequências graves no animal afetado e na sua descendência, pois a reprodução bem sucedida de uma espécie exige várias condições, entre elas ter uma eficiente produção de espermatozóides pelo macho. Nos equinos, o processo de formação de espermatozóides (espermatogênese) é um dos pontos-chave para garantir que o macho tenha potencial para ser um bom garanhão.

Os testículos, ou gônadas masculinas, são os órgãos onde ocorre a espermatogênese e produção de hormonas esteróides. Nos testículos retidos em animais criptorquídeos há consequentemente supressão térmica da espermatogênese. Embora a produção de hormonas esteróides possa ser afetada por esta condição, geralmente tal não acontece de uma forma óbvia.

A situação de criptorquidismo unilateral é a mais comum e, nos equinos, a fertilidade, embora afetada na sua eficiência, é mais próxima do normal já que um dos testículos é funcional. Na maioria dos equinos criptorquídeos, uni ou bilaterais, a produção de testosterona pelas células de Leydig não é grandemente afetada, pelo que os caracteres sexuais secundários e o comportamento reprodutivo masculino se mantêm inalterados.

As características das lesões macro e microscópicas do(s) testículo(s) dependem da idade do cavalo e da localização do testículo. A nível macroscópico há, normalmente, atrofia pronunciada e aumento da consistência do tecido testicular e a nível microscópico ocorre, frequentemente, hipoplasia das células da linha germinativa e, em animais idosos, fibrose das túnicas.

O criptorquidismo equino é considerada uma doença ou condição patológica, do aparelho reprodutivo do equino, quando há um desvio acentuado à normalidade funcional e estrutural do (s) testículo (s) afetado (s), com consequente perda de fertilidade parcial ou total do garanhão. Mesmo que o bem-estar geral do animal criptorquídeo possa sofrer alterações insignificantes, os testículos retidos são estéreis e, como tal, anormais, assim, o tecido testicular tem um maior potencial para evoluir para tecido neoplásico podendo ter consequências graves no garanhão e na sua descendência.

Por o criptorquidismo ter uma componente hereditária dominante, os animais afetados não devem ser utilizados como reprodutores, mesmo quando um dos testículos é funcional, como nos criptorquídeos unilaterais. Além dos problemas de fertilidade associados, os testículos criptorquídeos podem tornar-se neoplásicos com maior frequência, com uma maior predisposição para o desenvolvimento de teratomas, neoplasmas das células intersticiais e seminomas que podem ter efeitos devastadores para o bem-estar geral do animal, o que poderá exigir a castração completa dos animais afetados.

Fonte: Cavalo Net

Adaptação: Escola do Cavalo

     

Conheça o Cursos de Inseminação Artificial em Éguas e Coleta, Avaliação e Criopreservação de Sêmen de Garanhão

      Veja outras publicações da Escola do Cavalo: Primeiros Socorros em Equinos: como começar Marmelada de cavalo: por que usar essa gramínea forrageira? Simpósio internacional de doenças infecciosas, genéticas e metabólicas dos equídeos (SINDEQ)      

Tubo Rígido da Vagina Artificial Equino

Por: R$ 379,90

   

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)
Veja também

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.