Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Brasil possui maior rebanho de equinos da América Latina

A produção de cavalos no Brasil movimenta R$ 7,3 bilhões, o país possui o maior rebanho de equinos na América Latina e o terceiro mundial. Somados aos muares (mulas) e asininos (asnos) são 8 milhões de cabeças. O rebanho envolve mais de 30 segmentos, distribuídos entre insumos, criação e destinação final e compõe a base do chamado Complexo do Agronegócio Cavalo, responsável pela geração de 3,2 milhões de empregos diretos e indiretos.

Os números são significativos quando o assunto é a exportação de cavalos vivos, a expansão alcançou 524% entre 1997 e 2009, passando de US$ 702,8 mil para US$ 4,4 milhões. A importação de cavalos, asininos e muares vivos cresceu 112% entre 1997 e 2009, quando o valor de importação alcançou US$ 3,0 milhões, sendo US$ 2,5 milhões em reprodutores de raça pura.

 O Brasil é o oitavo maior exportador de carne equina. No Brasil não há a cultura de consumo de carne de cavalo. A produção de carne de equídeos destina-se, quase que exclusivamente, ao comércio internacional. A União Europeia e o Japão são os principais importadores da carne de cavalo brasileira, também consumida nos Estados Unidos. O Brasil exporta cerca de US$ 30 milhões/ano.

Na região Sudeste é que se concentra a maior população brasileira de equinos, logo em seguida aparecem às regiões Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Norte. Destaque para o Nordeste, que além de equinos, concentra maior registro de asininos e muares.

Os equídeos foram usados unicamente como meio de transporte durante muitos anos, eles têm conquistado outras áreas de atuação, com forte tendência para lazer, esportes e até terapia. Os equinos também são considerados animais de companhia. Uma de suas principais funções, contudo, continua sendo o trabalho diário nas atividades agropecuárias, onde aproximadamente cinco milhões de animais são utilizados, principalmente, para o manejo do gado bovino.

A criação de uma estrutura compatível com as exigências legais do Ministério da Agricultura, que comumente fiscaliza o cumprimento das normas contidas no Programa Nacional de Sanidade dos Equídeos (PNSE), sobre defesa sanitária animal é um dos desafios para o desenvolvimento do setor equídeo no Brasil.

O Ministério da Agricultura investe também na formulação de políticas públicas para garantir o fortalecimento da equideocultura nacional, como desenvolvimento de linhas de crédito; incentivo a acordos internacionais; estudos e pesquisas e apoio e difusão de eventos relacionados ao setor.

Fonte: Agricultura

Adaptação: Escola do Cavalo

 

 

Conheça o Curso de Transferência de Embriões em Equinos

 

 

 

  Veja outras publicações da Escola do Cavalo: Saiba mais sobre a Ovulação de Éguas Você sabe o que é Trypanosoma Evansi em equinos? Claudicação equina: o que fazer para evitar?      

Artigos

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.