Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

A influência da alimentação no desenvolvimento dos potros

As modificações morfológicas e químicas dos diferentes tecidos e regiões do corpo permitem a este atingir progressivamente as características da idade adulta. Estas modificações correspondem ao desenvolvimento de um animal. A velocidade do desenvolvimento define a precocidade.

Considerando o potencial genético a precocidade máxima, será obtida quanto melhor forem as condições do meio ambiente, especialmente as condições nutricionais. Para os diferentes tecidos, o desenvolvimento máximo obtido em função da idade é, inicialmente, do sistema nervoso, e após, sucessivamente, do tecido ósseo, muscular e de gorduras de reserva. O pico máximo de desenvolvimento desses tecidos é intercalado.

Uma alimentação insuficiente ou desequilibrada provoca uma redução geral da precocidade. Como o período de desenvolvimento máximo dos tecidos é relativamente curto, a recuperação, no caso de insuficiência nutricional, torna-se bastante limitada e rapidamente irreversível. Assim, potros de éguas em regime hipoproteico durante a lactação, mostram um menor desenvolvimento cerebral, confirmado por uma atitude inferior durante o adestramento.

O potro que sofre de carência proteica diminui o desenvolvimento muscular e mesmo ósseo. Do mesmo modo, um desequilíbrio no aporte de fósforo e cálcio para o animal jovem, por uma subalimentação, retarda o desenvolvimento dos dentes definitivos.

O controle da data de emergência dos dentes definitivos possibilita-se ter uma boa ideia da real precocidade e a qualidade destes dentes seria um critério da satisfação das necessidades minerais deste potro. Nos desequilíbrios minerais causados por superalimentação, o potro corre o risco de alterar definitivamente um esqueleto bem desenvolvido e sólido. Isso fica evidente na alimentação com aveia (ou outro grão) em complemento exclusivo com as forragens usuais, onde não deve haver o melhor desenvolvimento atlético do potro, mesmo que ele tenha um excelente crescimento ponderal.

A carência energética afeta primeiramente as gorduras de reserva, depois os músculos da paleta e da garupa, ainda que o esqueleto tenha um desenvolvimento normal.

Em casos de alimentação incorreta, franca ou por pouco período existe a possibilidade de recuperação quase total graças ao "desenvolvimento compensatório", que ocorre com a correção rápida do regime alimentar. Nos casos persistentes de subalimentação acentuada e prolongada, as possibilidades de recuperação são difíceis e a conformação do indivíduo estará definitivamente alterada, mesmo que se eleve posteriormente o nível de arraçoamento.

Os potros que recebem complementos exclusivamente com cereais, são expostos a deficiências em aminoácidos essenciais que restringem o crescimento ósseo e muscular, favorecendo a obesidade.

O excesso de peso pode resultar no aparecimento de uma osteo-tendinite, ainda que imatura e fraca. Podendo provocar ainda um desequilíbrio hormonal, com hiperinsulinismo, hipotireoidismo e hiposomatotropismo. Este desequilíbrio compromete o crescimento e a mineralização óssea, com predisposição, particularmente, a acidentes de osteocondrose.

Fonte: Equinocultura

Adaptação: Escola do Cavalo

Conheça o Curso de Manejo Nutricional de Equinos ( Alimentos e Alimentação)

        Veja outras publicações da Escola do Cavalo: Congelamento de sêmen do epidídimo ajuda a preservar a genética de garanhões Brasil possui maior rebanho de equinos da América Latina

Conhecendo um pouco sobre cavalo

   

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)
Veja também

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.