Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Odontologia Equina: Uma área que valoriza a qualificação profissional e tem gerado um crescente mercado de trabalho

Como todas as áreas específicas, dentro da Medicina Veterinária, a odontologia também vem ganhando espaço no mercado, principalmente pelo fato da dentição de um equídeo não ser permanente. Esse fenômeno é consequente do desgaste dos dentes através da mastigação, fazendo com que eles permaneçam visivelmente do mesmo tamanho.

Outro evento importante e muito comum, porém pouco notado, é a falha na dentição, uma vez que geralmente são animais que ficam relativamente soltos com outros da mesma espécie, o que não descarta a possibilidade de brigas ou até mesmo algum trauma por pancada, que podem provocar a queda de um dente ou outro tipo de problema. Para solucionar esse problema inicial, a arcada oposta acaba por criar um problema secundário, que se dá devido ao crescimento excessivo do dente da mesma para compensar, podendo surgir pontas e ganchos que possivelmente machucarão a boca do animal e dificultarão sua mastigação.

É aí que o veterinário entra em ação. Com a ajuda do proprietário do animal, o mesmo deve ser observado com frequência, sendo avaliado na hora de se alimentar, principalmente, pois é o momento mais fácil de descobrir se há alguma anormalidade em sua boca. Deve-se observar:

  • Apreensão e corte do capim deve ser feito pelos dentes incisivos;
  • Movimento correto durante a mastigação;
  • Durante a mastigação pode cair parte do capim que havia sido conduzido à boca, porém em pequena quantidade.

Pode também ser feito o exame por palpação ou até mesmo pela simples avaliação visual dos dentes. Com o auxílio de um abridor de boca ou mesmo puxando sua língua para fora e posicionando-a lateralmente, para que o animal não consiga fechar a boca, é feita a avaliação superficial, avaliando relevos, pontas e ganchos nos dentes.

Uma boa avaliação corresponde à escolha do tratamento correto, para isso, é necessário que o profissional que deseja trabalhar nessa área, esteja equipado de conhecimentos e equipamentos propriamente ditos. Empresas, hoje, oferecem cursos de especialização na área de Odontologia equina, dando suporte na formação de um bom profissional. Além do curso de especialização, o custo dos equipamentos é de aproximadamente 6 a 7 mil reais.

Por: Stéfany Dias - Escola do Cavalo

 

Conheça o Curso de Odontologia Equina!

Veja outras publicações da Escola do Cavalo:

O papel da alfafa e do milho na alimentação dos equinos Quais as consequências da Síndrome Metabólica Equina? Entendendo a anatomia e a fisiologia reprodutiva do garanhão equino            

Clínica e Saúde

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.