Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Grandes animais sob cuidados de Médicas Veterinárias

Ao contrário do que se pensa a Medicina Veterinária não é destinada somente ao trato de pequenos animais. O médico veterinário tem formação para trabalhar com grandes animais.

Vê-se hoje uma grande quantidade de mulheres cursando ou então já formadas na área, em alguns lugares esse número ultrapassa a quantidade homens. Porém, ainda as mulheres são minorias no trato dos grandes animais, as profissionais da área trabalham geralmente em clínicas destinadas aos cuidados de pequenos animais, sejam eles, domésticos ou silvestres. O setor de ruminantes e equinos ainda conta predominantemente com especialistas do sexo masculino.

O preconceito encontrado por profissionais do sexo feminino que trabalham com grandes animais ainda é grande. A veterinária Bruna de Britto relata que, "muitos acham estranho uma mulher, ou melhor, uma guria, pequeninha assim, lidar com os cavalos, como se fosse necessário tamanho para ser um profissional de caráter e com competência". Bruna é veterinária com ênfase em equinos.

Bruna relata também, outro caso no mínimo engraçado, uma vez que foi atender uma vaca com um colega que trabalha com animais pequenos. Já na chegada à produtora disse: "a médica é tão pequeninha e magrinha, que se a vaca espirrar vai atirar ela longe!". A produtora esperava o profissional forte para lidar com o caso, ela magrinha foi lá e resolveu. Depois do acontecido Bruna sempre é chamada pela proprietária.

O preconceito sofrido pelas profissionais, muitas vezes são superados, porque elas mostram como são competentes, capazes de realizar um trabalho com grande sucesso, mesmo aparentando fragilidade. Nas atividades do dia a dia, que envolvem o trato com muitos homens, principalmente peões, elas demonstram igualdade perante as conversas, para que eles passem a considerá-las como do meio deles.

Por fim, Bruna relata, "é assim mesmo que se ganha espaço, mostrando inteligência, conhecimento, habilidade e nada de medo do serviço, o que acaba abrindo ainda mais as portas para as mulheres do mercado de trabalho, principalmente a campo e no meio de equinos."

Fonte: Simvetrs

Adaptação: Escola do Cavalo

 

 

 

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Equinos

 

 

 

 

Veja outras publicações da Escola do Cavalo: Odontologia em equinos, uma área que necessita cada vez mais de profissionais A marcha do cavalo é definida pelo código genético de cada raça Bem-estar equino

Artigos

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.