Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Dores na mastigação dos cavalos

1213081_97186173Com todas as mudanças ocorridas na forma de vida dos cavalos, eles acabam por sofrer com dores durante o processo mastigatório. Isso porque os cavalos, em ambiente natural, passam mais de 50% do seu tempo pastando, hoje o ambiente é diferente e a forma de vida completamente adversa, com isso há o desgaste natural do dente, que formam ganhos e pontas que provocam ferimentos no interior da boca do animal. Os ferimentos causam consequentemente a dor e o inadequado consumo da ração, com má digestão dos alimentos. Os equinos se classificam como animais de pastoreio contínuo, sendo os lábios as principais estruturas de apreensão e os dentes incisivos responsáveis pelo corte do alimento. Quando o animal pasta os lábios são puxados para trás, permitindo assim que os dentes incisivos corte o alimento na base. Os animais que vivem confinados e que se alimentam rapidamente com o seu concentrado, não usam os dentes incisivos para cortar. Com o menor atrito, os incisivos ficam mais longos, impedindo que os dentes molares e pré-molares tenham contato adequado ao triturar os alimentos, e assim a digestão acontecer de forma satisfatória. Os principais sintomas de problemas odontológicos em equinos são: falta de apetite, demora em comer ou de forma pausada; dificuldade em mastigar e o alimento, que cai da boca;durante a mastigação a saliva sai da boca; dificuldade de segurar o alimento; mau hálito; cólicas, impactação de esôfago e diarreia; dificuldade de ganho de peso; dor facial, com ou sem presença de deformação do crânio; alterações e dificuldades de equitação, como resistência em usar a embocadura; sangramentos pela narina; sinusite; obstrução respiratória; entre outros. Para saber se o animal tem algum problema em mastigar é necessário observar: o histórico dentário; a mastigação; apalpar o crânio e as arcadas para verificar se há sinais de inchaço ou anormalidades; afastar os lábios do animal para verificar o formato dos dentes; verificar o aspecto das fezes. O médico veterinário deve ser chamado para diagnóstico e tratamento dos problemas.   Fonte: http://www.harasmgm.com.br/detalhes-dicas.php?id=16   Materiais usados em reprodução equina. Saiba quais são os procedimentos mais comuns na área de primeiros socorros em equinos. Conheça materiais para ferrageamento de equinos.    

Clínica e Saúde

Nutrição

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.