30% de desconto em Cursos Online de Criação de Cavalos
Aumente seu conhecimento no mundo equestre


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Principais moléstias que acometem os equinos

cavaloOs equinos podem sofrer, assim como o homem, por picadas de cobra ou acidente ofídico. Com a picada a cobra injeta as suas toxinas (veneno) no animal, podendo causar sérios problemas.

Outra moléstia que pode vir a acometer os equinos é a actinobacilose que se caracteriza como uma doença infecciosa e granulomatosa, causada pela bactéria Actinobacillus lignieresii que afeta os tecidos moles. A bactéria penetra e causa doença quando há alguma lesão na mucosa da boca.

A actinomicose é uma doença infecciosa causada pela bactéria Actinomyces bovis. Para ocorrer, este microrganismo patogênico necessita que haja um traumatismo penetrante ou contundente.

O berne é um ectoparasitose causado pela larva da mosca Dermatobia hominis. A mosca adulta do berne põe seus ovos em outra mosca qualquer, chamadas de moscas vetoras. Estas, ao pousarem no animal, depositam os ovos.

Outra moléstia que pode acometer os equinos é a miíase cutânea, popularmente conhecida como bicheira. A pele dos animais infeccionam por uma grande quantidade de larvas da mosca Cochliomyia hominivorax.

A carrapatose é um dos parasitas mais importantes, causa enormes prejuízos e grande desconforto aos animais. A dermatofilose é um processo infeccioso causado pela bactéria Dermatophilus congolensis que se caracteriza por uma dermatite exsudativa, com erupções cutâneas crostosas e escamosas.

As diarreias também podem acometer os equinos, mesmo com todos os cuidados no manejo e nutrição. A fotossensibilização ocorre devido à sensibilização da camada superficial da pele quando expostas à radiação solar intensa.

            O garrotilho, adenite equina, gurma, coriza contagiosa ou estreptococcia equina é uma moléstia infectocontagiosa aguda causada pela bactéria Streptococcus equi. Há a inflamação muco purulenta das vias aéreas superiores, associada à linfadenite abscedativa, particularmente dos linfonodos submandibulares e retro faríngeos chega às vias aéreas por inalação e, ocasionalmente, por via oral.     Fonte: www.vallee.com.br   Conheça o curso de primeiros socorros para equinos. Aprimore-se!!

Clínica e Saúde

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.