Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Necessidade alimentar de égua em lactação

conselhos-alimentaresNo início da lactação, primeiro ao terceiro mês, as necessidades energéticas são superiores às do período de gestação. O arraçoamento quantitativo bem adaptado ao estado fisiológico e ao nível de produção leiteira permite manter o peso corporal, e dessa forma beneficiar a secreção láctea da fêmea e sua fertilidade.

É necessário observar também as reservas de proteínas, minerais e vitaminas, pois é nessa fase que são utilizadas as reservas corpóreas da gestação. As fêmeas de raças médias, como Mangalarga, Quarto de Milha, Campolina, PSI, entre outras produzem no pico da lactação em média17 litros de leite por dia, enquanto que as raças de tração pesada, como Bretão, Percheron produzem cerca de 25 litros diários.

Nesse período os animais apresentam alta necessidade energética, é necessário fazer a suplementação com concentrados. A fêmea tem tripla função: manutenção, lactação e nova gestação.

No final da lactação, que ocorre entre o quarto e sexto mês, as necessidades diminuem ficando pouco acima das necessidades de manutenção. Nessa fase a produção leiteira diminui e os potros já se alimentam de capim ou feno, podendo ser desmamado sem prejuízo para o seu crescimento e desenvolvimento, a partir dos quatro meses de idade.

A fêmea em reprodução apresenta três grandes variações alimentares no decorrer do ciclo reprodutivo, que são as necessidades pouco superiores à manutenção no início da gestação e no final da lactação, necessidades especialmente proteicas no final da gestação e necessidades muito acentuadas, especialmente energéticas, no início da lactação.

Para o bom crescimento e desenvolvimento do esqueleto do potro é necessário fornecer por todo o período todas as vitaminas essenciais à manutenção do animal.

  Fonte: www.equinocultura.com.br   Saiba mais como realizar o manejo reprodutivo de doadoras e receptoras. Conheça os fatores que interferem no sucesso e controle de qualidade no programa de TE.

Clínica e Saúde

Reprodução

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.