Aumente seu conhecimento no mundo equestre

Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Tipos de embocaduras e modo de ação

Você sabia que o mal uso de embocaduras em cavalos pode ser umas das principais causas de animais mal adestrados?

Isso pode prejudicar a saúde do animal, causando estresse, dor e incômodo durante a marcha, trabalho, lazer ou esporte.

 O tipo de material e modo de ação varia de acordo com os tipos básicos de embocaduras. Conheça-as a seguir:

 

Bridão

O modo de ação é a pressão principal. Gera uma reação do cavalo, a  elevação  da cabeça, como forma de amenizar o incômodo da pressão nas comissuras labiais, uma região muito sensível. Obviamente, quanto mais discretos forem os comandos de rédeas, acionando-se o bridão, menor será a reação de elevar a cabeça. Uma pressão complementar do bridão ocorre nas barras e sobre a língua. O bridão é praticamente uma embocadura de transição, como forma de preparar a boca do cavalo para a introdução do freio.

Existem vários modelos de bridões. Esses devem ser escolhidos de acordo com a finalidade de uso do cavalo. Os mais comuns são os bridões de olhal redondo, de olhal em D e em D'agulha. O material mais comumente utilizado é o aço inox, principalmente pela sua durabilidade.

Freio-bridão

É uma embocadura chamada de transição entre o bridão e o freio. O bocal é articulado, atuando como um bridão, pressionando as comissuras labiais. Mas as hastes são de freio, tipo alavancas. O efeito alavanca não atua sobre o palato, porque o bocal não é curvo. As alavancas atuam sobre a pressão da barbela, no queixo. Assim, um freio-bridão atua sobre dois pontos principais de controle - comissuras labiais e queixo.  Sua ação de efeitos duplos tende a melhorar a flexão da nuca. O excesso de pressão da barbela no queixo tanto poderá "encapotar" a cabeça, como também mantê-la em postura inadequada de "ponteira", não corrigindo em nada a ação elevatória do bridão. O freio sim, este exerce ação principal de baixar a cabeça do animal, ao estimular a flexão da nuca.

Freio

É a embocadura profissional, que realmente tem condições de ajudar o treinador a explorar o máximo de potencial do cavalo funcional. Ele exerce ação complexa, de efeitos múltiplos. O segredo do uso correto do freio está no ajuste da barbela. Se a barbela estiver muito apertada pode causar desconforto e até mesmo ferimentos ao animal.

Saber escolher um freio é essencial para garantir o bem-estar e comodidade do animal dentro de suas atividades. O modo de ação de suas partes é variável. Por exemplo, o bocal pode ser brando e as hastes severas; o bocal pode ser severo, mas as hastes são brandas.

O modo de ação do freio é mais complexo do que o bridão, porque atua sobre três pontos de controle, enquanto o bridão atua basicamente sobre um único ponto de controle.

Tanto os profissionais veterinários quanto os criadores de equinos devem ter amplo conhecimento sobre o assunto a fim de garantir o bem-estar animal e saber como atuar com esses animais a campo de forma adequada evitando transtornos.

Pensando em ampliar ainda mais seu conhecimento sobre equinos trouxemos uma dica super importante:

Aprenda avaliar os principais problemas que venham ocorrer com os cavalos, tomar decisões em situações emergenciais e reconhecer os principais sinais e sintomas de enfermidades e distúrbios articulares durante o processo de adestramento e equitação.

Confira!


Fonte: Equipe Escola do Cavalo

Áreas

Clínica e Saúde

Curiosidades

Cursos

Destaque

Doma

Esporte equestre

Notícias

Parceiros

Raças

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2017 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.