Aumente seu conhecimento no mundo equestre

Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Confira curiosidades sobre as patas inchadas em cavalos

Todos os cavalos podem em algum momento de sua vida ter as patas inchadas, seja pela má qualidade do piso dos estábulos, doenças e infecções ou até mesmo pela dieta alimentar que são submetidos diariamente.

Geralmente o aumento do volume nas patas dos cavalos é simétrico, e pode afetar tanto membros superiores quanto posteriores. O inchaço pode ocorrer por uma acumulação anormal de fluidos nos tecidos, gerando um edema.

O edema é mole, frio e indolor ao toque dos dedos, normalmente diminuem com exercícios. Para alguns cavalos, com tendência ao inchaço das patas, por permanecer muito tempo de pé, as ligaduras de descanso podem ser grandes aliadas para o aparecimento.

Já as infecções, são graves, quentes e dolorosas. Se as patas do animal estiverem inchadas por alguma infecção, a causa pode ser mais séria, como a artrite vírica equina, uma doença generalizada. Há casos também, em que os cavalos desenvolvem uma infecção localizada, só em uma das patas, causada por uma lesão.

Como avaliar o cavalo no caso de infecção?

No caso de inflamações e infecções, somente um médico veterinário poderá avaliar afundo a situação e prescrever o tratamento adequado para reduzir ou eliminar o sofrimento do animal.

O proprietário deve observar sempre o local onde o animal permanece, os locais onde ele tem costume de passear ou cavalgar, muitas vezes as infecções ou inflamações são desenvolvidas a partir de um corte ou lesão na sola do casco.

Quais as causas mais comuns de inchaço das patas do cavalo?

São várias causas que podem ocasionar o inchaço nas patas do cavalo, dentre elas podemos destacar:

- Pele lesionada;

- Reação a picada de animais peçonhentos;

- Abcesso no casco;

- Lesão de tendão (após um esforço físico).

Quais os cuidados que de devem ser adotados?

A solução para a recuperação de inicio está relacionada ao repouso, já que os inchaços podem ser desencadeados por diversos fatores.

É importante e necessário ter o auxílio de um médico veterinário para realizar um bom diagnóstico e assim definir qual o melhor tratamento.

Fique atento a casos mais graves

Os cavalos não demonstram sentir dores e aflições através de sons, então seu criador precisa ficar atento aos sinais para tomar as medidas necessárias.

Um exemplo, de um dos casos que se deve ficar atento é com a “Celulite”, uma infecção no interior do tecido, que provoca inchaço acima do joelho ou curvilhão.

A “linfagite” também merece um pouco de atenção, um caso mais grave, onde o sistema linfático é envolvido. Nesta situação, o cavalo fica coxo, com dores, e tem febre. Deve-se recorrer ao auxílio veterinário, assim que se suspeitar dela, pois só o tratamento rápido, com os medicamentos apropriados, oferece maior probabilidade de uma recuperação total.

Você sabia que a claudicação pode ser causada por infecções, e embora bem conhecida não seja tão simples de ser identificada?

Separamos algumas dicas para você, médico veterinário, saber realizar com precisão o diagnóstico de claudicação em equinos.

Veja aqui: Diagnóstico de Claudicação em Equinos

Ainda tem mais! Separamos um bônus especial para você...

Ebook Como Atingir a Eficiência na Reprodução Equina

Fonte: Equisport online

Adaptação: Escola do Cavalo

Conheça o Curso de Diagnóstico de Claudicação em Equinos

Clínica e Saúde

Cursos

Destaque

Notícias

Parceiros

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.