Aumente seu conhecimento no mundo equestre

Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Fique por dentro de algumas informações sobre o mal de cadeiras em equinos

Mal de cadeiras, ou surra é uma doença causada por um protozoário, Trypanosoma evansi. Sua transmissão ocorre pela picada de moscas de estábulos e em algumas regiões a doença é transmitida por morcegos hematófalos.

Essa enfermidade é mais comum em equinos, mas experimentalmente já foi comprovada em outras espécies como cães, lobos e raposas. Animais de todas as raças e idades podem ser infectados ao ingerirem carcaças contaminadas.

O mal de cadeiras é frequentemente fatal em cavalos, por isso é preciso ficar atento aos primeiros sinais da enfermidade. É sobre ele que trataremos no próximo tópico

Sinais clínicos do mal de cadeiras em equinos

Em cavalos, a doença pode ser aguda, matando em questão de semanas, ou então crônica, podendo estender-se por até seis meses. Os principais sinais clínicos observados são:

- Febre;

- Fraqueza muscular;

- Palidez das mucosas;

- Anemia progressiva;

- Emagrecimento;

- Marcha oscilante (bamboleante);

- Aumento dos linfonodos e baço (em alguns casos até do fígado).

Também é possível que ocorra o comprometimento renal e a urina apresenta hemácias e proteinúria.

Diagnóstico e tratamento

Durante a fase aguda da doença o diagnóstico é fácil, basta observar uma gota de sangue no microscópio para constatar o agente em movimento. Sendo assim é possível chegar ao reconhecimento do mal das cadeiras em equinos pela avaliação dos sinais e o resultado do exame laboratorial.

Já o tratamento é realizado por terapia medicamentosa com drogas específicas curativas (quando há uma baixa incidência da doença no rebanho durante certo período) ou preventivas.

Prevenção

Como a doença pode levar os equinos ao óbito é importante observar as medidas de prevenção como os métodos de controle dos mosquitos e morcegos vetores da doença.

Viu como avaliar os principais sinais demonstrados pelo animal faz toda a diferença no diagnóstico concreto?

Amplie seus conhecimentos práticos da clínica equina e garanta maiores sucessos na preservação para o rebanho, veja essa dica:

Primeiros Socorros em Equinos

Fonte: InfoEscola

Curiosidades

Cursos

Destaque

Notícias

Parceiros

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.