Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

6 fatores importantes sobre inseminação artificial em equinos que você precisa saber!

inseminação artificial em equinosA inseminação artificial em equinos é considerada por muitos autores como a mais importante técnica desenvolvida para o melhoramento genético dos animais. Isso porque permite um grande número de progênies por macho em um único salto. Pesquisas recentes indicam que o rebanho brasileiro é composto por cerca de 8,5 milhões de equinos e 1,2 milhões de muares e jumentos. E mais, o setor é responsável por gerar milhares de empregos diretos e indiretos.

Diante desse cenário, a reprodução equina é uma ferramenta muito importante no mundo equestre. A IA proporciona diversas vantagens, sendo considerada por muitos como a biotecnologia que possui maior impacto na produção equina. Isso, considerando o fato de que quando é praticada de forma eficiente, um único reprodutor tem possibilidade de deixar centenas de descendentes.

Continue com a gente até o final deste artigo e saia ainda mais bem informado. Boa leitura!

#1 - Qualidade do sêmen   

Sabemos que a inseminação artificial em equinos contribui para o melhoria genética de uma raça e que para o procedimento ser viável, é preciso observar alguns detalhes. O recebimento do sêmen é o primeiro ponto importante (caso não seja utilizado o sêmen a fresco). Ao receber o material é importante se atentar se foi enviado em boas condições, o dia e horário da coleta e as características de refrigeração. Além disso, é possível avaliar alguns parâmetros espermáticos que vão interferir diretamente nos resultados da prenhez da égua e na transferência de embriões. São eles:

  • Concentração espermática
  • Motilidade espermática
  • Volume espermático

É comum ver muitos médicos veterinários realizando a inseminação artificial em equinos assim que recebem o sêmen. Porém, em muitos casos o material não chega em condições adequadas e, ao inseminar, a fertilidade estará baixa e os resultados não serão positivos. Agora pense bem: o proprietário cobrando resultados e você sem saber o que fazer. Este tipo de problema pode se evitado a partir de uma análise bem feita.

#2 - Tipos de sêmens aplicados na IA  

Atualmente, a inseminação artificial permite obter resultados idênticos aos da monta natural. Mas, para isso algumas técnicas ampliadas são utilizadas no procedimento, tais como:

  • A inseminação artificial com sêmen fresco: utiliza sêmen fresco, com o intervalo mínimo entre a coleta e a inseminação, inferior a 30 minutos;
  • A inseminação artificial com sêmen resfriado - utiliza sêmen resfriado a 5ºc e que permite ser utilizado em um período de até 48 horas após ser coletado;
  • A inseminação artificial com sêmen congelado - utiliza sêmen congelado a uma temperatura de -196ºC e permite a sua conservação por tempo maior;
  • Nem todas essas formas se aplicam a todos os garanhões, pois a qualidade do sêmen de alguns pode excluí-los da seleção, e, consequentemente, não ser utilizados para a inseminação artificial;
  • As coletas de sêmen são efetuadas, no máximo, três vezes por semana, tempo suficiente para a recuperação da produção de espermatozoides.

#3 - Momento certo para inseminar a égua

Ao trabalhar com cobrição natural ou inseminação artificial com sêmen fresco é preciso ter em mente, que estes têm sua qualidade preservada por um período de até 48 horas. Assim, é repetida a inseminação a cada 48 horas até o momento da ovulação final do estro. O uso de sêmens do tipo congelado ou refrigerado trazem como vantagem, a disponibilidade do material para ser utilizado no momento ideal.

O fato é que, ao longo das etapas de IA, falhas podem ocorrer em função de erro humano. Desta forma, é fundamental o conhecimento detalhado de cada fase. O sucesso da reprodução equina está fortemente atrelado a fatores sobre anatomia reprodutiva, fisiologia, endocrinologia e manejo nutricional.

A inseminação deve ser realizada o mais próximo possível do momento da ovulação já que ela está diretamente relacionada com o fim do estro. Aliás, muitos profissionais tem dúvida sobre o momento certo de realizar a inseminação artificial em equinos. Para aumentar as chances de sucesso, monitorar o estro é fundamental. E mais, esse tipo de trabalho não permite o sucesso por meio de  tentativas. Mas, sim através do domínio de conhecimentos, afinal, sabemos a importância do médico veterinário para a reprodução animal.

#4 - Importância do programa de reprodução assistida

O manejo reprodutivo dos equinos envolve cada vez mais a necessidade da assistência humana. A implantação de um programa de reprodução assistida aumentam as chances de obter resultados satisfatórios. Primeiro, é necessário conhecer a fundo sobre o ciclo estral da égua, sua duração e componentes.

A preparação das éguas para IA, necessita de uma prévia avaliação da atividade ovariana. Desta forma, utiliza-se a técnica de ultrassonografia uterina transcervical, juntamente com a palpação retal do útero e ovários.

#5 - Benefícios da inseminação artificial em equinos

São muitas as vantagens com este procedimento uma vez que  reduz o risco de doenças transmissíveis. Soma-se a isso o fato de não haver monta, o que  promove o aumento dos índices de fertilidade e permite utilizar garanhões e éguas com limitações. Além disso, traz os seguintes benefícios:

  • Melhora da acurácia da seleção e facilitando o teste de progênie;
  • O rebanho nacional ganha em melhoramento e desempenho da potencialidade;
  • Pode-se utilizar o sêmen congelado de reprodutores já mortos, preservando boas linhagens;
  • Favorece os meios úteis de pesquisas dos muitos aspectos da fisiologia reprodutiva de machos e fêmeas;
  • Podem-se modificar características de produção, por meio dos cruzamentos, a partir da IA;

#6 - Aspectos importantes para o sucesso da técnica

Para que a inseminação em equinos se torne uma máquina geradora de lucros para o produtor, existem pontos importantes que devem ser avaliados e respeitados. Além disso, listamos outros aspectos que merecem atenção especial, confira:

  • Localização da propriedade
  • Momento da inseminação
  • Número total de espermatozóides
  • Qualidade do sêmen do garanhão
  • Tipo de cio
  • Valor do sêmen
  • Resposta inflamatória uterina da égua a ser inseminada
  • Momento da estação

A biotecnologia em reprodução de equinos é considerada um dos ramos da medicina veterinária que garante maior volume de serviços para os médicos veterinários que atuam com equinos. O ultrassom veterinário é um importante aliado nos atendimentos. Se você esta a procura do modelo ideal, clique no banner abaixo e conheça o nosso parceiro Shop Veterinário!

 


Fonte: Revista Acadêmica , Gestão no campo  e CPT Cursos Presenciais

Áreas

Artigos

Destaque

Melhoramento genético

Notícias

Parceiros

Produção

Reprodução

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.