Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Ultrassom veterinário: 3 formas de utilização na equideocultura!

Ultrassom veterinárioO ultrassom veterinário tornou-se uma importante ferramenta para o desenvolvimento da equideocultura. Sua utilização é cada vez mais comum, tanto para fins científicos quanto no dia a dia das propriedades rurais. Isso, graças a possibilidade do aparelho verificar as estruturas do animal em tempo real.

Outro ponto importante é que trata-se de uma técnica não invasiva que proporciona imagens precisas de órgãos e estruturas internas. Além disso, sua utilização disponibiliza diagnósticos cada vez mais exatos. O resultado disso  é a maior segurança para o médico veterinário e melhor desempenho do rebanho.

Ao longo deste artigo reunimos informações importantes sobre a utilização deste aliado na equideocultura. Aquelas que ninguém te contou. Ficou curioso? Então confira! Boa leitura!

Utilização do ultrassom na reprodução equina

Em 1980 foi realizada a primeira ultrassonografia por imagem em tempo real em animais. Com o passar dos anos as técnicas foram se desenvolvendo e, a partir daí, foi possível identificar precocemente o início da atividade reprodutiva dos animais. O resultado disso foi o aumento da produção de embriões durante o período da estação de monta e eliminação de gastos com a realização de coberturas e tratamentos indutores de ovulação. Além disso é possível realizar o acompanhamento:

  • Do ciclo estral;

  • Do desenvolvimento do embrião;

  • De possíveis anomalias com os fetos;

  • Das condições em que o útero se encontra.

Quando utilizada junto com a palpação transretal, a ultrassonografia na reprodução equina permite o acompanhamento tanto em programas de prenhez, quanto da transferência de embriões, além de avaliações em todo trato reprodutivo de machos e fêmeas. 

Diagnóstico de cólicas

Ao contrário do que alguns pensam, a ultrassonografia na criação de equinos vai muito além do campo reprodutivo.Graças a utilização correta do equipamento é possível identificar rapidamente situações de cólica equina. Um dos principais problemas do sistema digestivo dos animais, evitando complicações maiores.

Para isso, o médico veterinário irá verificar detalhes importantes do aparelho digestivo dos animais. Como por exemplo:

  • A motilidade;

  • Anatomia topográfica;

  • Dimensão dos órgão.

A partir dessa análise será possível identificar qual o tipo de cólica o animal apresenta e as possíveis causas. Em grande parte dos casos, a ocorrência de cólicas está relacionada à  ingestão exagerada de alimentos fibrosos, inflamação do intestino grosso, obstrução causada por parasitas, acúmulo de gases no intestino do animal, entre outras. Assim, ao identificar a natureza do problema de forma precisa, assegura que o animal receba tratamento adequado.

Identificação de problemas ortopédicos

Antigamente havia o equívoco de que as fraturas em animais não possuíam cura e que então os animais deveriam ser sacrificados. Esse mito surgiu em função da demora no tempo de recuperação do animal e à falta de diagnósticos precisos quanto a origem do problema.

Hoje em dia, sabemos que as fraturas são casos que demandam rapidez no atendimento. E que quanto mais rápido for feita a identificação do grau da fratura, mais fácil será para o profissional tomar a decisão a respeito da cirurgia e tratamento adequado.

Os problemas ortopédicos em equinos podem ter diversas causas e ocorrem sem aviso prévio. Com isso, causam preocupação no criador ao correr o risco de perder seu animal atleta de alto desempenho ou mesmo aqueles usados para trabalho. Nesse contexto, o ultrassom veterinário é fundamental já que auxilia na identificação rápida e precisa do problema com fornecimento de imagens multiplanares de diversas estruturas do animal.

Cuidados importantes com o ultrassom veterinário

Como vimos ao longo deste artigo, o ultrassom veterinário é um aliado em diferentes áreas da equideocultura. Os modelos disponíveis no mercado estão cada vez mais versáteis e ao alcance dos profissionais. Mais do que isso, tornou-se essencial para aqueles profissionais que querem se destacar no mercado com atendimentos modernos e precisos.

Por isso, adotar  alguns cuidados importantes é fundamental para que seu equipamento possua vida útil prolongada. O primeiro deles é manter sempre o ultrassom protegido pela bolsa transparente. Isso, porque nos atendimentos a campo é comum ocorrer movimentos bruscos e fortes impactos na estrada. O que pode causar danos para o equipamento. Outro cuidado é com relação a escolha de ultrassons que sejam resistentes a poeiras e líquidos que podem ser expelidos pelos animais durante as consultas.

Por fim, não se esqueça de realizar a higienização completa do equipamento fazendo a utilização do gel. Assim, garante maior conservação e durabilidade.

Viu só como o ultrassom veterinário pode ser um grande aliado na equideocultura? Se você quer saber mais sobre os tipos de aparelhos, visite a página do nosso parceiro Shop veterinário e veja quantos recursos você pode utilizar em sua criação.

Fonte: Shop Veterinário e Cavalo Atleta

Artigos

Curiosidades

Destaque

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.