Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Quais são as principais afecções oculares em equinos?

Afecções oculares em equinosEm boa parte dos casos as afecções oculares em equinos estão relacionadas com a falta de cuidado dos criadores. O olho do cavalo é considerado maior do que o das outras espécies terrestres. Por isso, são suscetíveis a diferentes tipos de problemas como, as lesões, infecções e doenças. Além disso, estamos falando de animais curiosos e que podem se machucar com facilidade.

Os cuidados com esta região precisam fazer parte do manejo diário do rebanho, mantendo a higienização e instalações adequadas. Além de manter atualizadas as avaliações com o veterinário, os proprietários precisam conhecer as enfermidades que afetam os equinos. Assim, ao identificá-las, será capaz de fornecer os cuidados necessários até a chegada de um profissional qualificado.

Problemas oculares mais comuns

Afecções oculares em equinos tem diversas origens e dependendo do caso pode comprometer em maior ou menor grau a visão dos mesmos. Abaixo falamos sobre as mais frequentes.

Uveíte recorrente equina: conhecida popularmente como cegueira da lua, a doença é uma das mais mais recorrentes. Provoca inflamação na camada vascular média que compõe o bulbo ocular e em alguns casos pode levar a completa cegueira. Normalmente é causado pela ação de diferente agentes, incluindo:

  • Trauma ou perfuração ocular;
  • Adenite equina;
  • Leptospirose;
  • Brucelose.

A patologia costuma apresentar muita reincidência de inflamações oculares, por isso, quando mais rápida for identificada e tratada, melhores serão os resultados. Os sinais clínicos variam de acordo com o tempo que a uveíte possui. De forma geral, os animais costumam apresentar:

  • Sensibilidade a luz;
  • Mantém os olhos fechados;
  • Córneas opacas;
  • Miose.

Catarata equina: a doença provoca perda de transparência do cristalino, estrutura importante que tem função de uma lente natural que focaliza as imagens. A catarata possui três diferentes classificações: juvenil, senil ou adquirida. Além disso, pode se apresentar de forma unilateral ou bilateral.

Alguns sinais clínicos auxiliam no diagnóstico, os olhos ficam com coloração mais esbranquiçada e o animal com dificuldades para enxergar. Para identificar as causas é preciso realizar o exame de oftalmoscopia e a partir dos resultados inicia-se o tratamento.

Casos que se encontram na fase inicial costumam apresentar melhoras com o uso de corticoides subconjuntivais e colírios. Já os mais avançados incluem processo degenerativo, que demanda a retirada do cristalino. Apesar de retomar a visão, o animal passa por algumas dificuldades ao longo do processo de adaptação.

Ceratites: tem como característica inflamações na córnea e normalmente vem acompanhada de conjuntivites. A doença pode causar cegueira parcial ou total e normalmente é causada por fungos e bactérias. Além disso, pode estar associada a causas  traumáticas. O tratamento consiste na remoção das secreções utilizando colírios e pomadas que possuem antibióticos em sua composição.

Carcinoma das células escamosas: umas das afecções oculares em equinos que exige grande atenção, também é conhecida como carcinoma de células espinhosas ou carcinoma epidermóide. A principal característica é o surgimento de um tumor maligno que acomete os queratinócitos. Normalmente está associado a fatores como:

  • Perda de pelos;
  • Epiderme despigmentada;
  • Exposição à luz ultravioleta;
  • Pele com pouca cobertura de pelos.

Cuidados preventivos e sinais importantes

No dia a dia da lida com o rebanho é preciso ter alguns cuidados para evitar as afecções oculares em equinos. Sempre que houver excesso de resíduos nos olhos é necessário passar de forma cuidadosa algodões limpos e descartáveis com soro fisiológico. A retirada das impurezas evita que microrganismos se desenvolvam na região.

As instalações também precisam de cuidados, por mais que poucos saibam, elas influenciam na saúde dos olhos. É fundamental que nelas haja sombreamento, de forma a evitar exposição excessiva dos animais ao sol. Além disso, se for possível, é uma boa opção instalar telas que protegem contra as moscas.

Outro cuidado que deve fazer parte da rotina é a verificação dos sinais mais comuns que indicam as possíveis afecções oculares em equinos. Os principais são:

  • Olhar vesgo;
  • Pupilas dilatadas;
  • Lágrimas em excesso;
  • Inchaços e vermelhidão nos olhos;
  • Secreções com coloração amarelas.

Quer saber mais sobre outros cuidados importantes com os equinos? Leia o artigo a seguir no blog do nosso parceiro CPT Cursos Presenciais: Cuidados com a saúde dos cavalos: um guia em 5 passos simples.

Viu só como é importante conhecer as formas de manifestação das doenças oculares? Se você trabalha com a equideocultura e não perde nenhuma informação, temos uma ótima notícia. No curso de primeiros socorros em equinos do CPT Cursos Presenciais, você aprenderá a agir em diversas situações. Assim, evita a perda de animais e o agravamento de lesões.

Para que você tenha total atenção do professor, as turmas são reduzidas. Além disso, você contará com outros diferenciais. Confira:

  • Translado entre as unidades de ensino;
  • Metodologia de ensino CPT Presencial;
  • Alimentação (Coffee-break, almoço e lanche da tarde);
  • Cursos realizados na unidade de ensino Fazenda Escola CPT - presencial.

Muito bom né? Clique no banner abaixo e confira mais informações!

Fonte: Cavalus, No galope e CPT Cursos Presenciais

Áreas

Clínica e Saúde

Curiosidades

Destaque

Notícias

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.