Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Enterólitos em equinos: As causas são mais comuns do que se imagina!

Os enterólitos, também conhecidos como cálculos intestinais representam a junção de partículas sólidas no intestino grosso dos equinos. São formados por cristais de fosfato, magnésio ou amônia e as ocorrências de esterolitíses são bastante frequentes no Brasil e em diversos países do mundo.

Pôneis e animais de raça árabe costumam ser mais propensos a desenvolver. Sabe-se também que animais com histórico de cólica tem maior propensão a serem acometidos novamente pela síndrome. Reconhecer precocemente o quadro clínico traz possibilidades de melhores resultados nos tratamentos. Por isso, reunimos informações importantes para que você conheça ainda mais sobre o assunto. Boa leitura!

Alimentação é fator decisivo!

Não é novidade que o manejo nutricional tem papel decisivo na saúde e desenvolvimento dos animais. No caso da enterolitíase não é diferente, acontece que o tipo de alimentação fornecida para os equinos pode causar alterações no sistema digestório. Com isso, os animais se tornam mais propensos a desenvolver a doença.

Estudos mostram que dietas com excesso de proteína e cálcio podem estar associadas a formação dos enterólitos. Além disso, a alta concentração de magnésio presente na alfafa e o elevado teor de proteína encontrado no feno da mesma forrageira, são fatores de risco.

Outros fatores responsáveis por diminuir a motilidade intestinal dos animais e causar a formação dos enterólitos, são:

  • Pouca prática de exercícios físicos;

  • Intervalo muito longo entre as refeições;

  • Dieta rica em ingestão de alimentos fibrosos;

  • Água com grande concentração de magnésio;

  • Manter o animal confinado por longos períodos;

Formação dos enterólitos

Normalmente os enterólitos em equinos se formam em volta de um corpo estranho presente no organismo do animal. Estes materiais são ingeridos acidentalmente e podem ser pequenas pedras, sacos plásticos, arames, pregos, entre outros. A estrutura destes materiais possui fosfato de amônia e magnésio em sua composição. Além disso, podem variar de tamanho, cor e rugosidade.

Os enterólitos podem demorar meses ou até anos para se formar, os pequenos podem ser liberados através das fezes. Já os maiores, podem residir durante um tempo no cólon sem causar obstrução do mesmo. Quando ocorre obstrução, o enterólito adquire tamanho expressivo e causa fortes dores no animal. Além disso, provocam:

  • Danos a parede intestinal;

  • Inflamações;

  • Edemas;

  • Necroses;

Existem casos em que os cálculos são eliminados naturalmente por meio das fezes dos equinos. Outros são mais severos e há necessidade de intervenções cirúrgicas onde é feita a laparotomia.

Principais sinais clínicos e o diagnóstico

Os animais acometidos costumam apresentar cólicas com bastante frequência e a intensidade da dor está diretamente ligada ao grau de obstrução. O próximo estágio da enfermidade é caracterizado por um quadro de fraqueza e depressão.

Os médicos veterinários atendem diversos casos de cólica equina, e situações deste tipo exigem decisões rápidas. Porém, sabemos que a enterolitíase envolve uma série de complexidades e o uso do ultrassom permite avaliar importantes estruturas dos animais. Além disso, é uma técnica não invasiva e que permite acompanhar todo o quadro clínico.

Conhecer as causas que levam a formação dos enterólitos em equinos te ajudam a entender mais sobre a importância do manejos alimentar adequado. Se você é médico veterinário, zootecnista, trabalhador ou proprietário de haras, ou mesmo estudante da área, nós temos uma ótima dica.

No curso de primeiros socorros em equinos do nosso parceiro CPT Cursos Presenciais, você aprenderá na prática a avaliar os problemas com cavalos. Desta forma, será capaz de tomar importantes decisões em situações emergenciais. Clique no banner abaixo e confira mais informações!

Fonte: Ciência animal

Áreas

Artigos

Clínica e Saúde

Curiosidades

Cursos

Destaque

Notícias

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.