Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Transferência de embriões em equinos: atenção a todos os componentes!

Transferência de embriões em equinos O desenvolvimento e popularização da transferência de embriões em equinos nas últimas décadas proporcionou um grande desenvolvimento na equideocultura. Por falar nisso, os cavalos se consolidaram como uma importante fonte de negócios para o Brasil. De acordo com informações da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/ ESALQ, em 2018 a equideocultura movimentou R$ 16,5 bilhões. Esse número representa um aumento de 15% em comparação ao ano anterior.

Para o sucesso da atividade, a criação de cavalos precisa ser encarada como um negócio com estratégias voltadas para o mercado. Com os programas de TE espera-se alcançar resultados positivos. Mas, para isso é preciso conhecer as etapas da técnica, incluindo seus componentes primários que são:

  • A doadora;

  • A receptora;

  • O embrião;

  • A técnica.

Ao longo deste artigo você vai conhecer um pouco melhor sobre estes estes componentes e também sobre outros aspectos importantes. Acompanhe até o final e boa leitura! 

Ganhos proporcionados pela técnica

A principal vantagem na utilização da transferência de embriões - TE em equinos está na melhoria das características genéticas do plantel. Além disso, por meio da biotecnologia uma égua doadora com alto padrão genético, se torna capaz de produzir um número de potros muito maior ao longo da vida. Outras vantagens são: 

  • Obter potros de fêmeas que estão em campanha ou em competições;

  • Obter produtos de fêmeas idosas ou que apresentam problemas de parição/gestação;

  • Obter potros de fêmeas valiosas, sem o risco de vida da mesma;

  • Antecipar o ingresso das fêmeas jovens na reprodução;

  • Opção de compra ou venda de embriões da fêmea e do garanhão de sua escolha;

  • Avaliação da progênie materna em curto espaço de tempo.

Atenção especial com as doadoras

Na hora de avaliar as doadoras alguns fatores precisam de atenção especial pois exercem alta influência na taxa de recuperação embrionária. A condição uterina e a idade do animal são alguns deles. Quando mais idade tem a doadora, menor é a taxa de recuperação dos embriões. 

De maneira geral, é preciso avaliar todo o histórico da égua, incluindo o reprodutivo, a fertilidade, e as diretrizes do registro da raça. Além disso, os critérios de seleção de doadoras incluem:

  • Peso adequado;

  • Idade entre 3 a 10 anos;

  • Desenvolvimento mamário;

  • Ciclos estrais normais. 

Seleção das receptoras

Para montar um plantel de receptoras com padrão de qualidade elevada é preciso que os animais tenham algumas características. São elas: 

 

Qualidade dos embriões

As taxas de prenhez são diretamente dependentes da qualidade do embrião, aqueles que possuem baixo escore de qualidade costumam resultar em baixas taxas de prenhez. Assim como os embriões que possuem tamanho menor para a idade deles ou possuem alguma anormalidade morfológica. 

Realizar a avaliação do embrião é relativamente simples, o rastreamento é realizado com o auxílio de um microscópio estereoscópio. Já a classificação, baseada em parâmetros relacionados ao estágio de desenvolvimento e qualidade. 

Ebook Como Atingir a Eficiência na Reprodução Equina

 

Como é realizada a TE? 

A transferência de embriões em equinos é uma das mais importantes biotecnologias utilizada na reprodução assistida. A primeira etapa da técnica consiste na retirada de um ou mais embriões de uma égua doadora. Está possui caracteristicas que fazem com que sejam consideradas como animais de melhor potencial genético e são cobertas ou inseminadas com um garanhão que também possui genética superior. 

Na segunda parte do processo o embrião é transferido para o útero de uma égua receptora, que então irá conduzir a gestação. De maneira resumida, a égua que originou o óvulo e o garanhão do qual o espermatozóide foi fertilizado, tem papel fundamental na determinação das características do potro.  

Sinônimo de oportunidade para os profissionais da área 

As pesquisas na área da reprodução equina, em especial no caso da biotecnologia de TE proporcionou diversos avanços para o rebanho comercial equino. Como resultado, a atividade se tornou mais atraente e com um campo de atuação promissor para os profissionais capacitados. 

Médico veterinário, você está apto para atuar neste mercado promissor?

Saber aplicar a técnica com segurança é essencial, você sabia disso?

Para fechar com chave de ouro trouxemos uma super dica pra você que busca pelo tão sonhado destaque profissional. Está confirmada a próxima turma para a pós em reprodução equina do nosso parceiro CPT - Cenva Pós-graduação

Um modelo jamais visto em nosso país, onde você receberá todo o treinamento prático individualizado que precisa. E mais,os cursos são ministrados pelos melhores especialistas no assunto. Garantindo a segurança que você precisa para atuar no mercado.

Clique no banner abaixo e confira todas as informações!

Pós-Graduação em Reprodução Equina

Fonte: Shop Veterinário  

Áreas

Cursos

Destaque

Melhoramento genético

Notícias

Parceiros

Reprodução

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.