Aumente seu conhecimento no mundo equestre
Junte-se a milhares de apaixonados por cavalos. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Ciclo estral da égua: Informações que você precisa saber

ciclo estral da éguaO ciclo estral da égua, mais conhecido como cio, representa o intervalo entre uma ovulação e a ovulação subsequente. Esta sequência de eventos repetitivos prepara a égua para a concepção. Ainda mais, o Brasil possui um dos maiores rebanhos de equinos da América Latina.

Houve grandes avanços das técnicas de transferência de embriões e inseminação artificial em éguas. Os produtores buscam aumentar a qualidade do rebanho e o potencial dos animais para o mercado. O ciclo estral da égua é composto por várias fases, e com o número restrito de sêmen de garanhões é fundamental reduzir a quantidade de inseminações por ciclo.

A cadeia equídea movimenta milhões por ano, e assim como as outras, demanda profissionais altamente qualificados. Que conheçam assuntos como o ciclo estral da égua com muita propriedade. Aliás, é isso que você vai encontrar no nosso artigo, conteúdo de qualidade. Vamos lá!

Porque devo conhecer a fundo o ciclo estral da égua?

Conhecer bem a duração dos componentes do ciclo estral da égua, juntamente com o momento exato da ovulação possibilita a realização da inseminação artificial no momento certo.

No período do cio, as éguas ficam sexualmente mais receptivas aos garanhões, o trato genital encontra-se preparado para aceitar e transportar espermatozoides, ocorrendo então a ovulação. Em seguida, acontece o desenvolvimento dos folículos dominantes, estes produzem estrogénios que induzem a receptividade sexual.

A identificação correta do ciclo estral em éguas é um tanto mais complicada pois, diferente do que ocorre na vaca, ele não é tão definido. Contudo, a maior número da ocorrência das ovulações acontece entre 24 e 48 hora antes do final do estro.

As éguas apresentam vários cios, porém em apenas uma época do ano. Por isso, este conhecimento é tão importante e aumenta as chances de melhoria no desempenho reprodutivo, evitando desperdício de sêmens, de tempo e consequentemente de dinheiro.

A falta de definição pode prejudicar a aplicação de biotécnicas reprodutivas que envolvam a sincronização do cio, como de inseminação artificial, da transferência de embriões e até da IATF.

Aproveite o momento de estudos, e já deixe baixado o nosso e-book sobre como produzir mais potros. Além do mais, é um material que vai ajudar muito no seu conhecimento equestre.

Fatores que interferem no processo

A luminosidade é um dos fatores mais importantes na maximização das atividades ovarianas, que encontram seu ápice no período de primavera-verão. Dessa forma, elas apresentam atividade reprodutiva durante os períodos de dias (luz) prolongados. As éguas apresentam, portanto, sazonalidade reprodutiva regulada por este fator.

Com isso, em regiões com o fotoperíodo bem marcado a estação de monta ocorre no período de primavera/verão. Podemos citar alguns outros fatores que interferem no processo reprodutivo da égua, como: 

  • A latitude interfere nas atividades ovarianas. 

  • Fatores como genótipo, a nutrição (peso e condição corporal), época do ano e doenças influenciam a idade da puberdade.

Quais são as características principais do estro?

Nesta fase de estro a égua torna-se inquieta, nervosa e com sinais de coceira, podendo ainda haver dificuldades para tratá-la. O animal demonstra algumas características de que está nesse período, entre elas podemos destacar:

  • Os olhos ficam brilhantes;

  •  A cauda fica levantada;

  • Costuma relinchar a procura do macho;

  • Pode perder circunferência abdominal em decorrência da perda de apetite;

  • Costuma urinar com maior frequência;

  • Movimentar o clitóris;

  • Os lábios da vulva ficam mais inchados do que o normal.

Quais são as fases do ciclo estral? 

O ciclo reprodutivo da fêmea bovina se divide em, basicamente, 3 etapas. A seguir vamos conferir cada uma delas.

Estro

O estro é o período de maior aceitação sexual da fêmea ao macho. Então, o trato genital da égua se prepara para receber espermatozoides e inicia a ovulação. Os folículos dominantes se desenvolvem para produzir o estrogênio, que induzem a aceitação da cópula. O estro dura em torno de 7 dias, podendo variar entre 2 e 12 dias. 

Diestro

Nesse período o animal ainda não está receptivo ao garanhão. Possui duração média de 14 a 15 dias. Nesse período o trato genital se prepara para receber e alojar o concepto. Após a ovulação, o folículo se desenvolve em um corpo amarelo que secreta progesterona, o que induz a rejeição do garanhão.

Puberdade

O início da capacidade reprodutiva das éguas é conhecido como a puberdade, e começa quando as fêmeas se tornam sexualmente maduras. Ela acontece entre 1 e 2 anos. No entanto, o seu corpo ainda não está preparado para a concepção, por isso, a monta é recomendada a partir de 2 anos. 

Uma das principais meios de obter a eficiência na reprodução animal é supervisionar o ciclo estral da égua. Enfim, encontrar o período exato em que ela está mais receptiva à monta e apresentando condições ideais para a inseminação é essencial para o sucesso da concepção.   

Para finalizar com chave de ouro, trouxemos uma super dica para você que ama o mundo equestre. Atendendo a milhares de pedidos dos alunos, nosso parceiro CPT - Cenva Pós-graduação trouxe um modelo jamais visto no país. A pós-graduação em reprodução em equinos que abrirá as portas para o seu sucesso, pois com certeza você será o profissional renomado que sempre sonhou. Clique no banner abaixo e confira mais informações.


 Fonte: Blog do Mundo veterinário 

Destaque

Reprodução

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.