II Profissão Veterinária
Aumente seu conhecimento no mundo equestre


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Fatores que afetam a fertilidade do garanhão no manejo reprodutivo equino

Fatores que afetam a fertilidade do garanhão no manejo reprodutivo de equino

Para se obter bons resultados com o manejo reprodutivo equino, um bom macho reprodutor é fundamental. Assim, para que o produtor atinja seus objetivos é preciso, antes de mais nada, conhecer sobre a fertilidade do garanhão. Isso implica em entender a fisiologia, a nutrição, o comportamento, ou seja, tudo o que tange às funções e comportamentos reprodutivos desse animal. Dessa forma, compreender os fatores que afetam a sua fertilidade , levando à  infertilidade é importante para que os objetivos com o plantel sejam atingidos.

Sobre isso, conhecer os motivos que levam o garanhão à infertilidade é de grande importância para que o produtor possa se precaver e realizar algumas ações preventivas, quando necessárias. Assim, é possível que ele garanta a vida saudável destes animais destinados à ampliação do plantel, inclusive daqueles por meio de monta natural. Isso, porque, mesmo que alguns animais sejam considerados “inférteis” podem, através dos métodos de reprodução assistida, emprenhar éguas.

A seguir, você vai conhecer mais quais são esses fatores e como eles impactam na fertilidade do garanhão e no resultado do manejo reprodutivo equino.

Fatores que afetam a fertilidade do garanhão

Para um manejo reprodutivo equino adequado, a seleção dos animais é o primeiro passo para que as técnicas e processos aplicados atinjam os objetivos desejados. Desse modo,  a escolha do garanhão, deve levar em conta suas condições físicas e, claro, sua fertilidade, que são avaliadas, principalmente, via exame andrológico

Pensando nisso, alguns fatores afetam diretamente a fertilidade desses animais, podendo causar a infertilidade dos garanhões. São eles:

Problemas na formação espermática

Alguns garanhões sofrem com  disfunções de espermatogênese, principalmente relacionadas à termorregulação testicular. O aumento da temperatura em decorrência, por exemplo, da inflamação do escroto, por conta de doenças venéreas, é um dos motivos que podem diminuir a qualidade e quantidade da produção espermática. Essa condição pode causar morte celular, e inviabilizar a capacidade produtiva.

Uso de esteróides e anabólicos

Esse tipo de prática costuma acontecer com potros, quando os criadores buscam deixá-los competitivos, seja para exposições ou pistas. O uso de esteróides e anabólicos, é também um fator desencadeante da infertilidade, já que afeta a produção de testosterona. Essas substâncias alteram a produção do hormônio por usarem a testosterona como base, e um de seus efeitos a longo prazo, é o feedback negativo é que afetam a fertilidade desses animais e prejudicando o manejo reprodutivo.

Infecções do trato genital

Quando o animal possui algum problema relacionado a essas infecções do trato genital, o garanhão pode, em casos mais raros, sofrer lesões significativas do aparelho reprodutor. Contudo, as condições virais ou bacterianas já podem causar problemas de fertilidade. Nesses casos os garanhões, mesmo não apresentando os sintomas dessas doenças venéreas, podem infectar as éguas e afetar o resultado das práticas de manejo reprodutivo equino.

Problemas de comportamento sexual

Dos fatores que prejudicam a fertilidade dos garanhões, as questões de comportamento sexual desses animais tem um peso relevante. Na grande maioria dos casos em que os problemas de comportamento sexual são percebidos, os animais apresentam dificuldade de ejaculação, seja ela de origem física ou psicológica.

Criptorquidismo

O criptorquidismo é uma condição que se caracteriza quando um, ou ambos, os testículos não descem para a bolsa escrotal. Essa condição deixa o macho inadequado para o manejo reprodutivo quando há problema de desenvolvimento dos testículos. Quando esse órgão se desenvolve normalmente e apenas não desce para a posição adequada, este macho pode ser utilizado para a reprodução.

Dessa forma, fica claro como esses fatores afetam os objetivos do plantel, e podem impactar diretamente na produtividade da criação. Assim, conhecer tais fatores permite que o responsável pelo manejo reprodutivo equino realize medidas de prevenção, ou separação dos machos com problemas de fertilidade. Para isso é importante que o médico veterinário possua conhecimentos aprofundados da área, principalmente para a realização do exame andrológico.

Quer possuir a experiência necessária para diagnosticar problemas de fertilidade em garanhões? CLIQUE AQUI e não perca essa oportunidade!

Fontes: CHHF e Nutritime

 

Cursos de Reprodução Equina

Áreas

Artigos

Clínica e Saúde

Destaque

Reprodução

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.