Aumente seu conhecimento no mundo equestre


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Manejo de Potros: entenda os cuidados especiais

Manejo de Potros entenda os cuidados especiaisOs primeiros anos de vida dos equinos determinam a saúde e o desempenho futuro de cada animal, por isso demandam cuidados especiais. O manejo de potros é, dessa forma,  um dos itens mais importantes destes cuidados. 

Essencialmente, esse manejo envolve práticas que garantem o bem-estar do animal, permitindo um bom desenvolvimento fisiológico. Um exemplo disso é o fato de não submeter o animal a fortes estresses e confinamentos por longos períodos, uma vez que isso acarreta mudanças no seu metabolismo, atraso do crescimento e mudanças de comportamento.

Aprender como lidar com o animal, através dos estudos sobre as principais técnicas de manejo, é um requisito básico e necessário para proprietários e cuidadores que queiram garantir melhor desempenho dos animais. 

Neste artigo separamos as principais práticas e cuidados que envolvem o manejo de potros. Confira!

Cuidados com o nascimento

Antes de entender as práticas que envolvem a rotina de manejo de potros, é importante considerar que os cuidados com eles deve partir desde antes do nascimentos. Assim, os responsáveis precisam estar atentos às rotinas de cuidados que envolvem o pré e o pós-parto das éguas. Isso já garante uma parte do bem-estar do animal que irá nascer.

Pré-Parto

Durante a gestação, o manejo da égua prenha é de extrema importância para a saúde do feto. Assim, cuidados com alimentação, condições físicas e metabólicas da fêmea devem seguir o recomendado por veterinários e zootecnistas para que o feto se desenvolva de maneira saudável. Vale ressaltar que a maior parte desse desenvolvimento no terço final da gestação e, portanto, é o momento de maior cuidado e atenção no manejo dessa égua.

Pós-Parto

O momento das 18 horas que seguem o nascimento, são imprescindíveis no manejo de potros. Os cuidados nesse momento impactam a sobrevivência do animal e devem ser realizados por um responsável experiente. Após o nascimento, normalmente, o animal deve tentar ficar de pé e buscar mamar para que possa ingerir o colostro. Caso isso não aconteça, cabe ao responsável presente direcionar o animal. Contudo, é importante frisar que, o profissional experiente sabe reconhecer quando sua intervenção é realmente necessária. Isso porque, se feita de forma incorreta, a interferência pode prejudicar o desenvolvimento dos instintos do animal.

Ainda sobre o colostro, para propriedades de criação, é importante que um banco de colostro seja criado, para que animais órfãos possam consumir e não sofram prejuízos em seu desenvolvimento. 

Outro cuidado básico, é o tratamento do cordão umbilical. Esse procedimento precisa ser realizado nas primeiras horas de vida, fazendo a higienização do coto com produtos antissépticos, preferencialmente com o animal levantado. Realizados os procedimentos pós-parto, égua e potro devem ser direcionados para um piquete separado, limitando o contato com outros animais até que o recém nascido complete entre 7 e 10 dias.

Alimentação no manejo de potros

Uma parte importante da rotina de manejo de potros é a alimentação. As práticas de manejo nutricional são essenciais para o bom desenvolvimento do filhote, e vão garantir sua saúde e bom desempenho no futuro. Por isso, o cuidado com a alimentação e regulação de nutrientes deve começar desde esse período.

Como pontuamos, o manejo de potros tem início ainda na gestação. No terço final do período gestacional, a alimentação da égua deve ser pensada de modo a já preparar a saúde do potro. Após o nascimento, vem a fase de amamentação e, posteriormente o desmame. Esses momentos que envolvem a nutrição materna para a nutrição do filhote e a transição alimentar o potro, devem ser conduzidos com bastante atenção por serem delicados e terem impacto no futuro do animal.

Pensando em todo o processo, o ideal é que, pelo menos até o terceiro mês de vida, o potro se alimente do leite materno. Contudo, não é ideal considerar a idade do animal para o momento do desmame. Esse momento é marcado pelo organismo do animal aceitando melhor a alimentação com volumoso/concentrado, de modo que o potro não apresente mais problemas gastrointestinais pela mudança alimentar.

Cuidados com os cascos

Os cuidados com os cascos dos equinos são essenciais para a saúde ortopédica dos animais, e esse cuidado começa no manejo de potros e vai influenciar o sistema locomotor do animal durante seu desenvolvimento. Assim, a higienização e tratamento dos cascos são práticas que devem incluídas no manejo. Desse modo, essas estruturas devem ser inspecionadas e examinadas diariamente pelo responsável.

Qualquer alteração nessas estruturas afeta o sistema locomotor do animal no seu desenvolvimento e tem impacto direto na sua função atlética no futuro. Portanto, realizar a inspeção e acompanhamento do seu desenvolvimento é fundamental para se determinar quando, e se, alguma interferência é necessária.

Manejo sanitário dos potros

Quando pensamos no manejo de potros, o manejo sanitário abrange as práticas de higiene, saúde e bem-estar do animal. As ações consistem, principalmente, da limpeza e higienização dos espaço e ambientes usados nos cuidados do animal, incluindo estruturas e equipamentos, acompanhamento veterinário, boa alimentação, além de uma rotina adequada. Tudo isso garante que o animal se desenvolva bem, sem alterações de comportamento e possa exercer seu potencial no futuro. 

Alguns cuidados especiais com os potros, envolvem a vacinação e vermifugação dos animais. Essas práticas são essenciais nos primeiro ano de vida desses animais, e possuem calendários específicos. Assim, o responsável deve seguir a recomendação do veterinário e estar atento às datas que devem tomadas as vacinas e seus reforços.

Capacitação é a chave

Diante desse cenário, é possível ver como o manejo de potros é essencial para o bom desenvolvimento dos cavalos. Assim, o responsável precisa ser experiente e estar capacitado para desempenhar esses cuidados, já que o futuro desempenho dos animais dependem desse momento.

Portanto, sejam os potros animais de criação ou de trabalho, para que estes justifiquem os investimentos realizados, eles precisam dos cuidados certos no início da vida. Dessa forma, o produtor garante seu resultado desejado.

Está buscando formas de se capacitar e aprimorar o manejo dos potros na sua propriedade? CLIQUE AQUI e saiba como podemos ajudar!


Fontes: Equinocultura e CNA Brasil

Áreas

Artigos

Clínica e Saúde

Curiosidades

Destaque

Doma

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.