II Profissão Veterinária
Aumente seu conhecimento no mundo equestre


Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Fraturas em equinos: entenda a importância do exame para detecção

Fraturas em equinos: entenda a importância do exame para detecçãoNa média, a rotina dos cavalos nas propriedades, envolvem trabalho duro e atividades que exigem muito do vigor físico do animal. Seja em criações de animais atletas, onde os animais são submetidos a exercícios extenuantes pelos seus treinadores, ou no trabalho de rotina da propriedade, esse animais são exigidos fisicamente. Na maioria das vezes, com vistas a melhora da performance para o alcance de resultados. Tais esforços rotineiros, tornam as fraturas em equinos incidentes comuns nos atendimentos a esses animais.

Diante dessa demanda, a ortopedia equina vem se desenvolvendo, de modo que a recuperação para casos cada vez mais severos têm se tornado comum. Assim, atualmente, a grande maioria das fraturas em equinos possui pelo menos uma opção de tratamento, normalmente envolvendo procedimento cirúrgico.

Contudo, é preciso encarar as fraturas como emergências graves e estar ciente do que fazer diante de determinadas situações. Por isso é sempre importante que o animal esteja sendo avaliado e submetido aos principais exames, como a radiografia e a artroscopia. Assim será possível identificar o quanto antes estas lesões e iniciar o tratamento correto, geralmente a base de anti-inflamatórios, dentre outras terapias.

Neste artigo vamos apresentar mais sobre a importância da realização dos exames de detecção de fraturas em equinos e os procedimentos a serem tomados nessas emergências. Confira!

Por que fazer o exame de detecção de fraturas em equinos?

É importante que o responsável pelo animal tenha em mente que fraturas em equinos são emergências graves. Sendo assim, a presença do veterinário de confiança para o diagnóstico correto e o tratamento adequado é imprescindível para que o animal tenha reais chances de recuperação. É por meio do exame de diagnóstico que o veterinário será capaz de reconhecer o tipo de fratura, sua gravidade e extensão. Só assim, o animal pode ser encaminhado e tratado da maneira correta.

Cabe ao veterinário, portante a realização do exame clínico da fratura que pode ser auxiliado pelo exame de imagem, como raio-X, ultrassonografia, em casos determinados, ou até a video artroscopia. Esta última, é feita, principalmente, para o tratamento de fraturas intra articulares. 

Durante todos os procedimentos realizados, o objetivo do veterinário é reconhecer todos os parâmetros da fratura presente no cavalo, de modo a recomendar o tratamento correto do animal. Muito comumente, o exame clínico da fratura é realizado no local do atendimento emergencial, enquanto os exames de diagnóstico por imagem são realizados em centros especializados, como hospitais ou clínicas de atendimento de grandes animais. Com tudo isso fica clara a importância do exame para o tratamento das fraturas em equinos, uma vez que só mediante tais resultados é possível o encaminhamento para o tratamento correto. 

O que fazer em casos de fraturas em equinos?

Diante do que falamos até o momento, fica claro que a primeira ação diante de uma emergência com fraturas em equinos é contatar o veterinário. Contudo, algumas ações podem auxiliar no atendimento desse animal, diminuindo seu sofrimento e evitando complicações. Assim, algumas medidas simples podem ser realizadas pelos responsáveis e garantir uma maior chance de sucesso na recuperação do cavalo. Essas medidas são:

  1. Restringir o espaço físico do animal: essa medida limita o espaço de ação do animal, evitando que ele caminhe ou realize esforços desnecessários;

  2. Manter observação constante do animal lesionado: proprietário e responsáveis pelo cuidado do animal devem mantê-lo em observação constante para reconhecer os sinais da lesão e repassar as informações mais precisas ao veterinário;

  3. Imobilização provisória da lesão: recomendada em alguns casos, essa imobilização pode ser feita usando-se talas de madeira ou PVC com acolchoamento de algodão ou espuma, com o objetivo de prevenir danos, neurais, vasculares e musculares, na região da fratura, minimizando também os riscos de contaminação da lesão.

Um ponto importante sobre esses procedimentos é que sim, o veterinário deve realizar a orientação de como realizar procedimentos como a tala provisória. Contudo, a equipe responsável pelo animal, seja somente o proprietário ou funcionários da fazenda ou haras, devem se capacitar para estarem aptos e prontos para esse tipo de situação. Como mencionamos no início, fraturas em equinos são emergências comuns e, portanto, se capacitar para esse tipo de situação garante maiores chances de sucesso.

Outro ponto é que, após a realização desses procedimentos, o animal é transportado para um local onde possa realizar exames complementares e iniciar o tratamento. Assim, é fundamental que os envolvidos sejam capazes de realizar o transporte de maneira correta para não agravar a situação do animal. O transporte deve ser conduzido de forma calma, não apressada e, preferencialmente, supervisionada por profissional capacitado. Realizado o transporte o animal é encaminhado para exames e, normalmente, tratamento cirurgico da fratura.

BÔNUS! Como se preparar para situações com fraturas em equinos?

Neste artigo, mostramos como é importante que os responsáveis pelo cuidado com o animal saibam executar alguns procedimentos básicos no atendimento emergencial de cavalos. Como lidar com fraturas em equinos não é tarefa simples, é preciso que os envolvidos conheçam os procedimentos emergenciais necessários, realizando a restrição, contenção imobilização e transporte, por exemplo. Além disso, para esses casos, conhecimentos de processos de curativos como produção de talas e ataduras são essenciais para proteger a integridade do animal. 

Assim, uma boa dica para quem deseja trabalhar com equinos é conhecer os procedimentos clínicos de atendimento de grandes animais. Dessa forma, o cuidador responsável terá conhecimentos que permitirão um reporte melhor das informações ao veterinário e saiba quais as formas corretas de conduzir os procedimentos de socorro e transporte do animal.

Com o Curso Online de Capacitação de Auxiliar Veterinário, é possível conhecer mais detalhes desses procedimentos, e estar sempre pronto para o socorro correto em situações de emergência. Clique aqui e saiba mais!

Fonte: Cirurgia de Equinos e Revista Veterinária

Áreas

Artigos

Clínica e Saúde

Destaque

Esporte equestre

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.