Ferraduras para cavalos: entenda a importância

Ferraduras para cavalos entenda a importânciaQuem trabalha com equinos sabe, ferraduras para cavalos são muito importantes independente da função desempenhada pelo animal. Seja um animal atleta, de trabalho ou, até mesmo, de lazer, as ferraduras auxiliam na proteção do casco e desempenham um papel de cuidado com essas estruturas dos cavalos. Por meio deste item o cavalo, além de ter seu casco preservado, garante uma melhor tração das patas e diminuição dos impactos, de modo inclusive, a preservar as articulações.

Assim, as ferraduras são, portanto, vantajosas para o animal. Sendo o auxílio na preservação dos cascos e sistema locomotor dos equinos a principal dessas vantagens. Contudo, é preciso que os responsáveis compreendam sua importância, para que os cuidados na aplicação e na escolha da ferradura estejam sendo feitos de forma correta.

Neste artigo, você vai entender essa importância, conhecer quais os tipos de ferradura, além de entender quando é o momento de um novo ferrageamento. Confira!

A importância das ferraduras para cavalos

A importância das ferraduras para cavalos surge da domesticação dos equinos, com a alteração do ambiente e da rotina desses animais. A grande maioria dos cavalos e éguas domesticados passam grande parte do tempo parados, em estábulos ou cochos. Assim, diferente dos animais selvagens, o desgastes dos cascos é muito menor, necessitando cuidados.

Um desses cuidados é o uso de ferraduras, que protegem os cascos, melhorando a tração das patas do animal, amortecendo impactos e poupando sua sola. Contudo o professor de ferrageamento deve ser realizado por pessoas treinadas, uma vez que, problemas e deformidades ocasionadas nos cascos podem comprometer o sistema locomotor do animal.

Ferrageamento: quando fazer?

O ferrageamento é o processo da aplicação das ferraduras para cavalos, com o objetivo de garantir a proteção dos cascos. O tipo de atividade que o animal desempenha, neste caso, interfere no momento ideal para a primeira proteção dos cascos e nos tipos de desgastes que esses podem sofrer. 

A realização desse processo está ligada ao crescimento dos cascos. Desse modo, é preciso aparar os cascos antes de aplicar a ferradura e trocá-la sempre que for o momento de aparar os cascos novamente. Assim, retirasse a ferradura, é feito o cuidado com o casco e a nova ferradura é aplicada.

Como mencionamos, a atividade desempenhada pelo animal interfere no uso e na manutenção dessas ferraduras. Cavalos de corrida precisam de uma troca mais frequente que cavalos de passeio, enquanto cavalos usados em cavalgadas precisam estar sempre com ferraduras, por exemplo. Porém, de maneira mais generalista, o período ideal entre as trocas das ferraduras é de 45 dias.

Tipos de ferraduras para cavalos

Diante das diversas funções desempenhadas pelos equinos, diferentes tipos de ferraduras foram sendo produzidas e utilizadas. Confira a lista com os principais modelos de ferraduras para cavalos:

  • Ferradura de aço: usada principalmente para o trabalho, essa ferradura tem maior resistência e durabilidade. Contudo costumam ser mais pesadas, o que pode ser desconfortável para o animal;

  • Ferradura de alumínio: por ser feita de um material mais leve, essa ferradura é muito utilizada por animais de competição, principalmente corrida. Outro uso muito comum desse tipo de ferradura é em sessões terapêuticas, como são leves, elas protegem os cascos sem interferir no procedimento realizado pelo animal;

  • Ferraduras de plástico ou poliuretano: essas ferraduras são usadas em atividades terapêuticas e são recentes no mercado. Seu uso mais comum está em potros ou animais que estão em recuperação de lesões no casco.

A importância do ferrageador capacitado

A importância das ferraduras para cavalos como proteção para os cascos já ficou evidente, porém, elas não funcionam sozinhas. É preciso que o profissional responsável por colocar as ferraduras e realizar a manutenção delas e dos cascos esteja capacitado para executar os processos, escolher o produto correto para o animal e fazer os cuidados necessários para a saúde dos cascos.

Cabe ao responsável por essa função determinar quando as manutenções ou a primeira aplicação deve ser feita e qual o tipo de ferradura ideal para os animais da propriedade. Assim, um ferrageador inexperiente ou incapacitado, pode tomar decisões que comprometam a saúde do animal, afetando seu desempenho, gerando prejuízos, inclusive, financeiros. Portanto, o responsável estar devidamente capacitado faz parte dos processo de manutenção da saúde geral dos cavalos.

Quer se tornar um ferrageador profissional? CLIQUE AQUI E APRENDA SEM SAIR DE CASA!

Fontes: Agroline e King Horse

Administração de haras

Artigos

Destaque

Doma

Esporte equestre

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado

(Campos com * são obrigatórios)

Marque suas áreas de INTERESSE. *

Conecte-se ao mundo equestre gratuitamente!

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Escola do Cavalo. Todos os Direitos Reservados.